Bolsa e dólar fecham em alta com otimismo internacional e elevação dos juros no Brasil

Ibovespa engata o terceiro avanço seguido e volta ao patamar dos 114 mil pontos; câmbio tem leve variação para cima e encerra sessão a R$ 5,31

24 09 2021   |   Por Jornalismo  |   10:20
Foto: geralt / Pixabay
Bolsa e dólar fecham em alta com otimismo internacional e elevação dos juros no Brasil
Bolsa e dólar fecham em alta com otimismo internacional e elevação dos juros no Brasil

Os principais indicadores do mercado financeiro brasileiro fecharam esta quinta-feira, 23, em alta com o clima positivo nas Bolsas internacionais e pela decisão do Banco Central (BC) em elevar os juros para 6,25% ao ano.

O Ibovespa, referência da Bolsa de Valores brasileira, encerrou com alta de 1,6%, aos 114.064 pontos — o terceiro pregão seguido com variação positiva. Os negócios fecharam a véspera com avanço de 1,84%, aos 112.282 pontos.

Depois de passar a maior parte da sessão em queda, o dólar passou a oscilar no fim da tarde e fechou o dia com leve alta de 0,1%, cotado a R$ 5,310. O câmbio chegou a bater a máxima de R$ 5,312, enquanto a mínima não passou de R$ 5,257. A moeda norte-americana encerrou esta quarta-feira, 22, com alta de 0,34%, cotada a R$ 5,304.

No cenário doméstico, o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a Selic para 6,25% ao ano ao acrescentar 1 ponto percentual na taxa básica de juros, e indicou um novo aumento de mesma magnitude na próxima reunião agendada para outubro.

O movimento já era esperado pelo mercado diante do aumento da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que se aproximou de 10% nos 12 meses acumulados em agosto. Instituições financeiras projetam que o BC repetirá o ritmo nas duas últimas reuniões deste ano, levando a Selic para 8,25% ao fim de 2021.


Fonte: Jovem Pan 

















Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.