Onda de frio mata 26 pessoas, atrasa vacinação e deixa milhares sem energia nos EUA

18 FEV 2021   |   Por Jornalismo  |   11:18
Foto: Bronte Wittpenn/Reuters/ Reprodução
Onda de frio mata 26 pessoas, atrasa vacinação e deixa milhares sem energia nos EUA
Cidade de Pflugerville, no Texas, em 16 de fevereiro de 2021

Uma tempestade extrema de inverno matou pelo menos 26 pessoas nos Estados Unidos, além de deixar milhões de americanos sem energia elétrica e atrasar a campanha de vacinação em algumas regiões. A previsão do tempo prevê que o gelo e as baixas temperaturas podem continuar em alguns dos estados mais atingidos pela nevasca.

Faixas de 1,27 cm (meia polegada) de gelo serão possíveis nos próximos três dias para áreas do Texas ao Mississippi e até a Virgínia, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional (NWS). "Todos os perigos climáticos severos serão possíveis, incluindo alguns tornados" do Panhandle da Flórida às Carolinas na quinta-feira (81), disse o NWS.

As tempestades ocorrem nas planícies do Sul e continuarão a se desenvolver à medida em que empurram o clima de inverno para o Nordeste.

Além do Texas, outros estados que têm histórico de ‘inverno ameno’ foram afetados pela tempestade: Oklahoma, Mississippi e Kentucky. Entre os mortos, estão incluídos pessoas que morreram em um acidente com monóxido de carbono e um motorista que bateu em um veículo limpa-neve.

Muitos dos que enfrentam as temperaturas extremas estão entre os quase 3,5 milhões de americanos que ainda estão no escuro, de acordo com a PowerOutage.US, organização que monitora e agrega dados relacionados à falta de energia nos EUA.

O Texas sofreu o pior da tempestade, e muitos estão sofrendo com as baixas temperaturas, sem energia para aquecer suas casas.

Para os moradores que estão sem teto e não podem ser atendidos por abrigos, Waco, Texas, está oferecendo 15 quartos de hotel por seis noites, disse o prefeito Dillon Meek.

"Esta não é uma solução sustentável, mas ajuda a evitar que pessoas vulneráveis se abriguem em temperaturas de um dígito."

Fonte: CNN Brasil

















Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.