Mortes no trânsito têm alta de 88% no Vale, maior aumento do estado

Região registrou 47 vítimas fatais no trânsito em outubro deste ano contra 25 no mesmo período do ano passado, aumento de 88%, recorde estadual; o número de vítimas é o 3º maior para um mês da série histórica do Infosiga

20 NOV 2019   |   Por Jornalismo  |   08:25
Foto: Reprodução

O Vale do Paraíba se tornou a região do estado com o maior aumento nas mortes por acidentes de trânsito em outubro, segundo levantamento do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo).

No mês, a região registrou 47 vítimas fatais no trânsito contra 25 em outubro do ano passado, um aumento de 88%, recorde estadual.

O Vale ultrapassou, com folga, as regiões de Ribeirão Preto (69% de alta), Central (58%) e Bauru (57%). As 47 mortes em outubro representam um crescimento de 57% diante dos 30 óbitos no trânsito em setembro.

O Vale anotou o terceiro mês mais violento da série histórica do Infosiga, que começa em janeiro de 2015.

Outubro de 2019 perde para junho deste ano, quando 52 pessoas morreram no trânsito da região, e para abril de 2016, mês com 49 vítimas fatais em acidentes na região.

O crescimento dos óbitos nas estradas coloca em risco o compromisso do Vale de reduzir, pela metade, as mortes no trânsito até 2020.

No acumulado deste ano, a região registrou o terceiro aumento consecutivo, com 8,3% comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 313 mortes no trânsito entre janeiro e outubro deste ano contra 289, no ano passado.

Com isso, o Vale manteve a quarta posição no ranking das mortes em acidentes no estado, perdendo para a Grande São Paulo (1.456 óbitos), Campinas (805) e Sorocaba (390).

No estado, as mortes passaram de 455 para 486 óbitos, alta de 6,81%.

Pinda e Guará lideram aumento nas mortes no trânsito na RMVale

Catorze cidades do Vale do Paraíba aumentaram a quantidade de mortes no trânsito em 2019 na comparação com o ano passado. Pindamonhangaba lidera a lista, com 44 mortes entre janeiro e outubro contra 15, em igual período de 2018, aumento de 193%. Em números absolutos, a cidade só perde para São José dos Campos, que teve 56 vítimas fatais no trânsito neste ano, mas com queda de 8,2% para as 61 mortes de 2018.

Guaratinguetá registrou aumento de 56% nas mortes, com 30% de alta em Jacareí. Taubaté conseguiu reduzir em 25% os óbitos em 2019.


Fonte: Meon

















Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.


RC PLAy