Região fecha 440 empregos formais em maio, aponta Caged

Desligamentos superaram as contratações no mês passado na região. Cidades que mais demitiram foram Bragança Paulista e São José dos Campos.

01 JUL 2019   |   Por Jornalismo  |   09:10
Foto: Reprodução

Em maio foram fechados 440 postos de trabalho com carteira assinada na região. O saldo vai na contramão do país, que abriu 32 mil vagas, e do indicador no mesmo período do ano passado, quando foram criados 122 postos na região.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (27) pelo Ministério da Economia. O saldo de empregos é a diferença entre o número de contratações e demissões. Em todo país são mais de 13,2 milhões de desempregados, segundo o IBGE.

O desempenho negativo na região foi puxado por Bragança Paulista, São José dos Campos e Aparecida. As três cidades são as que mais fecharam vagas formais de trabalho no último mês.

Bragança Paulista teve um saldo de 241 demissões em maio; São José fechou 196 postos formais e, Aparecida, perdeu 133 postos com carteira assinada.

Também tiveram desempenho negativo Ubatuba (-118); São Sebastião (-99), Cruzeiro (-67); Ilhabela (-54); Piracaia (-43); Caraguatatuba (-41); Atibaia (-37); Jacareí (-29); Bom Jesus dos Perdões (-19); Paraibuna (-10); Tremembé (-7); São Bento do Sapucaí (-5); Piquete (-5); Joanópolis (-5) e São Luiz do Paraitinga (-2).

Já as cidades que mais contrataram foram Pindamonhangaba, Campos do Jordão e Guaratinguetá. Juntas, elas abriram 428 vagas com registro em carteira. O saldo também foi positivo em Caçapava (+51); Lorena (+40); Santa Branca (+37); Nazaré Paulista (+26); Taubaté (+26); Queluz (+22); Cachoeira Paulista (+19); Bananal (+14); Cunha (+4) e Potim (+4).

No ano, o saldo de empregos é positivo em 575 vagas na região. Nos últimos 12 meses também, com saldo de 1.137 novos empregos criados.



Fonte: G1

















Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.